segunda-feira, 7 de março de 2016

A “FÉ RESTAURADA” - COLABORE COM A CAMPANHA DE RESTAURAÇÃO DA PARÓQUIA

 A Campanha “A FÉ RESTAURADA” em prol da necessária restauração dos três altares da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo de Itacaré precisa da nossa ajuda. A paróquia foi o primeiro bem oficialmente tombado pelo Instituto do Patrimônio Ambiental e Cultural da Bahia (IPAC), em 2007.


A charmosa igreja construída em 1723 é o maior bem histórico, cultural, religioso e artístico da Cidade de Itacaré. A restauração é um trabalho árduo e detalhado e teve início em dezembro de 2015 contando com uma equipe de seis pessoas, entre elas um restaurador residente do IPAC, e tem conclusão prevista para julho desse ano. Conversamos com a responsável Maria das Graças Barbosa que mostrou e explicou sobre o processo de remoção das tábuas do fundo do altar mor (Camarinha), onde foi encontrada atrás de várias camadas de tinta, uma proteção do jornal Gazeta da Bahia de época datada de 1889 a 1891, que protegia uma pintura decorativa com motivos geométricos. Esses fragmentos de jornal contam um pouco da história do Império e Velha República.

Jornais de época datada de 1889 a 1891, que protegia uma pintura decorativa com motivos geométricos

O projeto está orçado em aproximadamente R$ 298.000,00 e para dar continuidade é necessário recurso financeiro que é revertido através de doações, além de diversas ações organizadas pela Comunidade Católica como, por exemplo, listas de doações mensais, a criação do bloco de carnaval Amigos da Fé e o uso do Quiosque na Praça São Miguel cedido pela prefeitura, com isenção de impostos, para vendas de lanches e almoços, onde o lucro é todo revertido. Todos estão convidados a entrarem nessa campanha e dar sua contribuição. O patrimônio de Itacaré merece nosso cuidado e pede o apoio da comunidade, moradores, empresários, visitantes e amigos da cidade.
Dê sua contribuição para que as novas gerações aprendam sobre sua história e a importância de preservá-la para as gerações futuras.
Faça sua doação através do BANCO DO BRASIL
Agencia: 4105-x C/c: 7034-3 CNPJ: 16628433-2216-14
Ou na Secretaria da Paróquia
Saiba mais sobre a História da Igreja Católica de São Miguel Arcanjo de Itacaré –
Por volta do ano de 1720, o Jesuíta Luis da Grã ergueu uma capela sob a invocação de São Miguel, batizando a localidade com o nome de São Miguel da Barra do Rio de Contas. Ainda assim, o povoado só se tornaria um município em 1732, por obra e graça da Condessa do Resende – Dona Maria Athaíde e Castro. A Condessa era a donatária da capitania de Ilhéus e, em 26 de janeiro, elevou Itacaré à categoria de município.
Os principais monumentos históricos de Itacaré são a Casa dos Jesuítas e a Igreja Matriz (1723), primeiro bem oficialmente tombado pelo Instituto do Patrimônio Ambiental e Cultural da Bahia (IPAC). Com quase 300 anos a igreja de Itacaré, cujo padroeiro é São Miguel Arcanjo, dispõe de oratório rococó, com imagens de São Miguel, São Sebastião, Santo Antônio e Senhor dos Passos. Em alvenaria mista, a edificação tem capela-mor com sacristia, andar superior com coro, galeria e sala do consistório.
Entre 1890 e 1940 o município cresceu muito graças ao cacau. A cidade foi a principal rota de escoamento da produção cacaueira, mas nos anos 40 o porto da cidade assoreou e a cidade ficou isolada porque as estradas eram muito ruins, esse isolamento impossibilitou o crescimento até a construção da Estrada Ilhéus-Itacaré em 1998.
Vista do processo de remoção da tinta sob os jornais.
Confecção de uma peça para substituição. Com detalhe da peça a ser substituída
Peça concluída para substituição. Vista parcial da peça preservada. Vista das partes substituídas
Vista dos trabalhos.
Vista dos trabalhos.
Detalhe da beleza de elementos decorativos da mesa de celebração do altar mor após limpeza.
Vista do processo de limpeza química dos elementos decorativos.
Vista do sacrário de 292 anos, encontrado nas dependências da igreja, recoberto de tinta automotiva.
Interior do sacrário pintura em ouro 23k.
Detalhes do douramento no altar mor recoberto de tinta.
Detalhes dos altares laterais.
Andaimes no altar mor.
Panfletos para doações.
Placa da obra e mural dos colaboradores.



Fonte: Visita no local, Taboquinhas Informa e Itacaré.com
Fotos: Lira Favilla e Maria das Graças Barbosa
Por Lira Favilla  (Marketing – Villa Ecoporan Hotel)