quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Reveillon 2013 em Itacaré

O que você vai fazer no Reveillon? Não importa onde você esteja, você com certeza vai comemorar a chegada do ano novo. Em Itacaré a festa acontece na praia sob a lua e as estrelas, com muita música, alegria e alto astral!


A festa começa no dia 30 de dezembro, com o PréReveillon, na praia da Ribeira, a partir das 22 horas: um show ao vivo da banda Planta e Raiz com abertura de Gabriel e Santo Black.


Na noite de 31 de dezembro, haverá muitas festas em vários pontos da cidade. Na praia da Concha, a maior festa é da Cabana Corais, com três ambientes, pista de forró, tenda eletronica, iluminação cenográfica e shows ao vivo das bandas Coisa Fina Samba Rock, Adão Negro e Red Lion.


Também na praia da Concha, Mar e Mel vai celebrar o ano novo em grande estilo: área privilegiada, ambiente diferenciado, conforto e segurança. A animação fica por conta de Ricardo Sodré e Banda tocando o melhor do Axé VIP.
 


Não importa a sua escolha, passar o Reveillon em Itacaré será sempre inesquecível.
Ingressos antecipados com desconto. Faca já sua reserva!!

Mais informações:

sábado, 8 de dezembro de 2012

Yoga em Itacaré

Por: Bella Papadopoulou.

As pessoas vêm para Itacaré de todo o mundo, todos eles por um motivo diferente. O que todos têm em comum é o desejo de desfrutar de tudo o que esta bela cidade costeira baiana tem para oferecer.

No mundo agitado em que vivemos hoje, é difícil ficar focado no que está acontecendo ao seu redor. Em vez disso, pensa-se muito no passado ou se faz muitos planos para o futuro. Então, quando as suas férias finalmente chegarem, permaneça no presente e torne essa questão ainda mais complicada.

"Yoga ajuda você a ficar no momento presente, que é o único lugar onde a vida realmente existe."

Renata Segrada Cavalhero, mais conhecido como Lua, tem dado aulas de yoga em Itacaré há mais de oito anos. Suas aulas semanais acontecem no jardim da Pousada Ilha Verde e estão fazendo um sucesso na cidade e todos estão convidados a participar.

 "Na classe praticamos Hatha Yoga misturado com técnicas inspiradas por Michelin Berry. Eu não gosto de repetição por isso faço cada classe diferente" Lua acrescenta.

Diz-se que um ambiente tranquilo e natural cria uma mente calma. Nesse caso, Itacaré e seu ambiente rico torna-se um cenário ideal para a prática de Yoga.

"O que faz Itacaré um lugar especial para a yoga é a sua natureza incrível, bem como o clima quente e confortável. Também sendo é um pico de surfe famoso, a yoga é um bom complemento para a prática esportiva" Lua diz.

As aulas ocorrem em um grande quiosque de madeira cercado por um grande jardim com todas as suas flores e frutas. Além disso, as velas acesas e o cheiro do incenso criam uma vibração "yoga" em volta do local.

Em sânscrito, a palavra Yoga significa "união" referindo-se a ligação entre a mente eo corpo que precisa estar em equilíbrio.

"Através da prática do Yoga chegamos a um maior nível de bem-estar e consciência. É um bom momento para nos observar a nós mesmos e aceitar todos os lados da nossa personalidade" Lua diz.

Não importa se é uma abelha jovem ou mestre, a prática de Lua está aberta para todos que querem experimentar Yoga em um ambiente bonito e tranquilo.

As aulas são ministradas na Ilha Verde terças e quintas-feiras às 08:30 e 18:00, enquanto as classes privadas também estão disponíveis. Para participar de uma aula dirija-se direto ao local da classe. Para aulas particulares, pode-se ligar para Lua no telefone (73) 9133-9702.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

10 coisas saudáveis para fazer em Itacaré de graca!

Por: Bella Papadopoulou.



1. Argila na Engenhoca.
A apenas alguns quilômetros de Itacaré, depois de uma caminhada de 15 minutos através da mata Atlântica, você vai encontrar a pérola escondida: a praia da Engenhoca. Todo o morro de frente para o mar é composto por uma argila especial conhecida pelas suas propriedades de limpeza e liberacao de toxinas da pele.

2. A água de côco nas praias.
Vai ser um desafio encontrar uma praia sem côco por aqui! Pegue um dos côcos já caídos no chão, lance-o contra uma pedra e beba a agua com seus nutrientes cheia de eletrólitos. A água também ajuda a combater os vírus do corpo e aumentar o seu metabolismo.

3. Cacau bom para o coração.
Itacaré está localizada no que é conhecido como a Costa do Cacau. A fruta tem muitos benefícios. Ajuda a diminuir a pressão arterial, melhorar a saúde dos vasos sanguíneos e os níveis de colesterol. Chocolate que é feito de cacau, é dito ser um substituto para o amor quando o coração está magoado.

4. Massagem sob a cachoeira.
A cachoeira do Tijuípe é conhecida por sua beleza deslumbrante, mas o que muitos nao sabem é que, se você ficar embaixo da água caindo da cachoeira vai resultar em uma excelente massagem em seus ombros, afastando todo o estresse.

5. Andar descalço na Concha.
O mar calmo na praia da Concha permite-lhe caminhar lentamente na água. O fundo é preenchido com pequenas pedras que pressionam todos os pontos importantes sob seus pés fazendo uma massagem espetacular zonoterapeutica, o que é benéfico para todo o corpo.

6. Aproveitar a energia do sol.
O sol trás vitamina D que é neccesario para uma vida saudável. Obtendo a sua dose diária de sol irá melhorar o seu sistema imunológico. Aumenta o número de glóbulos brancos no sangue. Ele também ajuda a combater e destruir os germes. É claro que precisamos nos expor ao sol com resbonsabilidade e sempre usar protetor solar.

7. Yoga para o corpo e a mente.
Através da prática do Yoga chegamos a um maior nível de bem-estar e consciência. Ir para a praia do Resende, sente-se em volta de uma bela paisagem, feche os olhos e sinta o seu corpo se tornar mais calmo apos cada respiração.

8. Peeling com a areia.
Nossa pele precisa ser descolada e retirada as vezes, para tirar todas as células mortas. O grão úmido de areia na praia é uma mistura de materiais delicados e ásperos. Assim, apos uma sessão natural de peeling no corpo inteiro na praia o resultado sera uma aparência brilhante. E o bronzeado da pela permanece por mais tempo quando a pela esta fresca e renovada.

9. Rir muito.
Riso é o melhor remédio! Diminui os hormônios do estresse e aumenta as células imunes e anticorpos anti-infecção, bem como melhora a sua resistência à doenças.

10. Dançar a noite toda.
Bahia é conhecida como o lugar onde a dança acontece em todos os cantos. Tire as suas sandálias e agite o seu corpo como músicas felizes de samba ou pegue um parceiro e comece a girar em volta da pista ao dançar forró.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Muito Reggae em Itacaré no feriado de 15 de novembro

O som do Reggae vai agitar as praias de Itacaré neste feriado. Serão dois shows, na sexta e no sábado, nas praias da Ribeira e da Concha, com grandes músicos do Reggae brasileiro.

Zeider Pires, vocalista da banda Planta & Raiz, será a atração da noite de sexta-feira 16 de novembro, na Cabana Paradise, na praia da Ribeira. A abertura será por conta da Banda Bruta Raça e de DJ Banzai.
Informações: 73 - 9808 9433 / 9931 0735

No sábado 17 de novembro, o Por do Sol na Cabana Corais apresentará a Banda Cativeiro, com participação especial de Dionorina, na praia da Concha, a partir das 17 horas.


Com uma nova formação, a banda CATIVEIRO, após a saída do integrante Edu Ribeiro, saiu a procura de um integrante que tivesse a "cara" da banda e pudesse entender que a BANDA CATIVEIRO é uma família. Nesse meio tempo recebeu inúmeros convites entre estes o de Edson Gomes, para produzir seu filho (Isaque Gomes) foi aí que o Nascimento descobriu o interesse de alguns músicos da BANDA CÃO DE RAÇA pelo som da banda CATIVEIRO, e assim surgiu o convite para fazerem parte desse "recomeço" já consolidado.

Formação da banda.:
* Nascimento - Guitarrista ( Banda CATIVEIRO)
* Ricardo Correia - Cantor e Baterista (Banda CÃO DE RAÇA)
* Henrique Milton - Tecladista ( Banda CÃO DE RAÇA)
* Osvaldo Filho - Baixista (Banda CÃO DE RAÇA)

Informações: 73 - 9983 8400

Não é só isso. outros shows vem aí. Confira a agenda de eventos para o verão 2012/2013 em Itacaré.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Teatro em Itacaré

Por: Lala the Sunchaser.

Quando um dos meus estudantes me convidou para ver a peça de teatro "Uma Igreja Bem Assomobrada" eu admito que fiquei na dúvida como seria, considerando que eu sou de Nova Iorque, a meca das artes.
No caso da peça dirigida por Varuna Ribeiro com texto do escritor carioca Jomar Magalhães, que foi apresentada no último fim de semana na Praça São Miguel, a maioria dos atores eram jovens da escola particular local Espaço Educar.
O enredo acontece num povoado pequeno no estado de Minas Gerais. Na cidade há uma profecia de que um dia aquela igreja será muito próspera, mediante disso, um certo dia, um sacerdote inventa uma mentira para atrair mais pessoas para a igreja e a cidade o que provoca grande movimentação na cidade O padre, desconfiado de tal milagre, começa a duvidar e assim começa um jogo de gato e rato entre ele e o sacertdote.
Os atores estavam tão bem preparados que tinham memorizado as muitas linhas deste texto com muita perfeição, sincronização e uma ótima atuação.
Eu admito não ter entendido muitas palavras mas consegui entender a peça pela bela interpretação dos jovens atores, a substituição dos papéis (alguns atores interpretavam mais de um personagem), os efeitos sonoros junto com a maquiagem realmente me fizeram ver uma linda peça realizada por pessoas senão profissionais, muito talentosas.
O local foi muito bem escolhido e interessante, a Praça São Miguel. Recém reformada, cartão postal de Itacaré, reune além da religiosidade em comum a peça, a bela vista da igreja e da orla de Itacaré. Pra mim fez muita diferença estar ao ar livre apreciando em plena tarde de sábado um evento cultural como este.
Cada mês me surpreendo com a quantidade de talentos que me deparo em Itacaré.
Estou muito feliz de ter ido a um teatro, ter assistido uma linda peça e saber que Itacaré tem um lado incrivelmente voltado para a cultura!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Reiki em Itacaré



Por: Bella Papadopoulou. 


Alguns denominam como energia, outros chamam de mágica. Qualquer que seja o nome,  não é mais segredo que a prática do Reiki é um ato benéfico que leva o corpo a um estado de equilibrio e de harmônia - e, assim, a vida.
 Eu conheci Lala em Itacaré e quando  descobri que ela era uma profissional na prática de Reiki tomei a decisão de experimentar. Ela deixou a agitada Nova York há alguns meses, na intenção de passar uma temporada na cidade costeira baiana, que ela afirma ser um paraíso tropical com uma vibração mágica.
"Itacaré é cheio de energia criativa. As pessoas que vêm aqui são na maioria artistas, músicos, pintores, artesãos, dançarinos, surfistas, cozinheiros e empresários  " diz Lala.
Lala se encantou com Reiki há alguns anos. Quando teve um movimentado café-restaurante em Nova York, e ela se viu totalmente desgastada e cansada. Quando um ex funcioário ofereceu a ela uma sessão de Reiki, ela aceitou alegremente. O que aconteceu após a sua curta sessão foi incrível!
"Eu recarreguei minhas baterias! Lembro que nesta noite fiquei super disposta e cheia de energia para trabalhar por mais de 8 horas seguidas "diz ela.
Isso me intrigou ainda mais. A verdade é que eu não tinha certeza do que realmente era o Reiki e como os outros, eu pensei que era uma mistura de bruxaria e massagem.
"Numa sessão de Reiki  eu sou apenas uma ponte entre fluxos de energia universal e o cliente. Isso faz com que a energia recebida pelo seu corpo alivie dores e até possa curar algumas doenças" explica Lala.
Segui Lala para seu apartamento, onde as sessões acontecem, entrei na sala com um aroma de incenso e a sensação de estar em um spa veio imediatamente. Eu deitei na mesa de massagem e ela me pediu para fechar os olhos e relaxar. Lentamente, ela colocou as mãos na minha cabeça, peito, estômago, barriga e costas. Eu comecei a sentir uma sensação de queimação e vibração nos pontos que Lala colocava as palmas das mãos dela e aos poucos senti meu corpo cochilando em um relaxamento profundo.
"Reiki ajuda trazer equilíbrio para o corpo. Somos todos feitos de energia e o que o Reiki faz é ajudar a desbloquear as energias bloqueadas causadas pelo stress, escolhas de estilo de vida e até acidentes por exemplo", diz ela.
Depois de quase uma hora, quando Lala pediu-me para abrir meus olhos, eu me senti como a Bela Adormecida - que estava dormindo há uma década. Me levantei e senti mais viva do que nunca, como também, inspirada e criativa. Meu joelho, que estava me incomodando há mais de um mês, de repente, ficou totalmente excelente sem dores. E pensei comigo: isto é magico. Lala concordou e disse "Reiki para mim é uma espécie de magia. É inexplicável e muito pessoal ".
 Assim como Reiki, Itacaré é mágico. Se alguém pensa em experimentar uma sessão de Reiki, então este é o lugar.

Você pode encontrar Lala em seu telefone (+55 73 98104558) ou por e-mail (okalalea@gmail.com). O horário flexível . 
Descontos especiais para várias sessões.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Contar histórias como um ato social!


Por: Bella Papadopoulou
Último fim de semana foi um grande dia para todos os filhos do Bairro Novo, quando as portas para contar histórias foram abertas.
A Casa do Conto é uma ação social com foco na literatura. É exclusivamente para as crianças do Bairro Santo Antonio (Bairro Novo) de 5 até 12 anos de idade. É um projeto que foi fundado por Ana Laura Nodar, Francielle Benevides, Marcelo Fantucci e Rafael Molon.
“Nossa intenção é contar histórias esperando despertar nas crianças o interesse pela leitura e acrescentar algo mais na vida delas” diz um dos fundadores.
A ideia surgiu do proprietário da casa que mora fora de Itacaré que era fazer algo no bairro, e essa disponibilidade foi o suficiente para os fundadores começarem a reforma da casa e adequar as necessidades das crianças.
Qual é o objetivo?
“Nosso objetivo é estimular nas crianças o interesse pela leitura, acreditando em um melhor desempenho escolar e com isso melhorar a auto estima da criançada de um bairro carente como o Santo Antonio” diz Marcelo.



No dia de abertura a resposta foi esmagadoramente positiva. Crianças de toda a área vieram e mostraram seu entusiasmo para a Casa do Conto.

“Nos preparamos para receber 300 crianças em uma festa com o tema Circo (mas esse número foi muito maior e deviam ter 500 crianças) tinham vários palhaços, amigas voluntárias pintando o rosto das crianças, um juiz organizando o futebol dos meninos e das meninas, um carrinho de pipoca outro de cachorro quente, algodão doce e no final distribuimos um pedaço de bolo e um catavento para cada criança” diz Marcelo e continua dizendo que “não sabíamos de que maneira elas iriam reagir e pra nossa surpresa as brincadeiras foram muito bem recebidas (futebol, dança das cadeiras e corrida do saco) e todos se divertiram bastante”.
Um filósofo disse uma vez "as histórias têm de ser ditas ou morrem, e quando morrem, não podemos lembrar de quem somos ou porque estamos aqui". Se isto é verdade, Marcelo e os outros fundadores estão fazendo algo mais do que apenas uma ação social.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Feriado em Itacaré.


Por: Bella Papadopoulou.

Mais uma vez outro feriado está prestes a chegar em Itacaré e a cidade está se preparando para eventos, shows e muita festa.

O dia 12 de outubro é conhecido como o Dia das Crianças mas o feriado é da Santa padroeira do país, Nossa Senhora Aparecida.
Serão várias comemorações neste final de semana prolongado. No sábado, dia 13 de outubro, haverá um grande evento ao ar livre que será realizado na praia da Ribeira.
O evento, é um tributo a Bob Marley tendo como anfitrião umas das bandas favoritas de Itacaré o grupo Etiopia Federation, seguido por Dj Banzai, Wolverine Dj e Dj Duroc garantindo a agitação da festa até o sol nascer.
"Como abertura para o grande feriado de outubro, o som do Reggae vai dominar Itacaré em uma grande homenagem ao próprio rei, Bob Marley. Suas canções serão realizadas por artistas do ritmo e com certeza será um evento inesquecível", dizem os organizadores do evento.

No Domingo 14 de outubro, a festa continua na praia da Concha. Na Cabana Corais, às 17:00 haverá uma grande festa com música e dança para todos os gostos, como: samba, forró e música eletrônica com varios DJ´s.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Lendas do Surf de volta em Itacaré

Por: Bella Papadopoulou.

As lendas do surf voltaram a praia da Tiririca, a fim de marcar alguns pontos e pegar boas ondas na primeira etapa do campeonato Baiano de Surf Master & Itacareense
Eco Surf.
1ªetapa Circuito Baiano de Surf Master e Eco Surf Itacareense
Todos se reuniram no último final de semana na Tiririca para ver os mestres do surf disputando o titulo da etapa e se divertindo na água. Todos os anos as gerações do surf se reunem num unico evento realizado pela Associação Baiana de Surf Master, juntamente com as associações locais promovendo e organizando grandes eventos com muita música, surf e boas vibrações.
Campeão da Master Jojó de Olivenca e vice Marcio Zanotti
Quando as baterias acabavam durante o dia, bandas entraram em ação no palco do evento mantendo a festa até altas horas, como as pessoas ja estavam presentes no praia aproveitaram e curtiram a festa com muita musica e dança.
Jaqueline Breciani responsável pela parte de imprensa do evento, estava feliz em ver tantas pessoas ao redor.
"Através do Eco Surf queremos destacar o fato de que Itacaré está localizado dentro de uma mata preservada e intocada. É por isso que a estrutura do palco é feito por palhas de coqueiro reciclada, queremos mostrar que é possível trabalhar em conjunto com a natureza e não contra ela " diz ela.
Este ano, a Tiririca foi ocupada todo o fim de semana, enquanto todos compareceram para desfrutar essa atmosfera alegre. Entre as categorias de iniciantes, open e feminino o que todo mundo estava animado para ver eram os lendários surfistas regionais pegando algumas ondas.
Carlos Brito foi um dos primeiros a surfar na Tiririca e ele ainda se lembra quando o seu amigo Ronaldo Fadul contou-lhe sobre o local pela primeira vez na década de 70.
surf 1960.
"Ronaldo Fadul foi para uma viagem ao longo da costa e aleatoriamente deparou-se com a Tiririca. Ele se levantou e observou por um tempo, mas o mar estava quase flat. Como ele estava prestes a ir embora, ouviu o som de um conjunto de séries e lá estava ela: uma perfeita esquerda quebrando. Ele voltou para Salvador, onde todos nós viviamos e no dia seguinte estávamos a caminho de Itacaré! ".
Equipe da TV Caiçara.
Muita coisa mudou desde aquele dia em Itacaré obtendo um reconhecimento maior e mais internacional, mas uma coisa ainda é certa: as ondas continuam boas e o local rodeado da bela Mata Atlântica faz esquecer todas as preocupações!
Todo o campeonato foi transmitido ao vivo pela própria Web-TV de Itacaré chamada Caicara-TV.



quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A casa de chocolate

Por: Bella Papadopoulou.

Foi o americano, mais precisamente de Nova Iorque Alan Slesinger que trouxe vida nova no que era um antigo prédio colonial dos anos 30. Hoje Vila Rosa se mantém orgulhosa com uma área de 100 hectares sendo grande parte uma fazenda de cacau e com certeza um pedaço do paraíso.

Na parte da manhã todos nós nos encontramos em frente ao café de Alan no Casarão Azul e antes de embarcar na sua Land Rover que nos levará a Taboquinhas, onde o Vila se encontra, ele afirmou, "esta experiência será totalmente diferente do que nós estávamos esperando".
O transporte até lá é metade da diversão, como nós dirigimos através da intocada floresta Atlântica, as fazendas de palmeiras e açaí montam o cenário no caminho. Do alto acima na estrada, podemos ver o rio de Rio das Contas, que começa na Chapada Diamantina e termina em Itacaré, fazendo uma parada em Vila Rosa antes de finalizar seu percusso.
"Eu acho que o que vai fazer a sua viagem tão especial é a beleza do lugar e, claro, um pouco de chocolate no topo", Alan disse enquanto dirigiamos a 30 km de Itacaré, onde apenas 10 estão asfaltadas, então, aperte o cinto.
De onde é que o chocolate vem? Todos nós comemos, somos chocolatras assumidos - alguns ainda afirmam que não vivem sem esse sabor - mas poucos sabem realmente quais são suas origens. É certo dizer que um passeio pela fazenda de cacau em torno de Vila Rosa irá esclarecer todos os pontos de interrogação.
Finalmente chegamos à Vila Rosa e fomos recebidos por Mussum o cachorro pertencente a Vila, que recebeu todos nós de forma alegre e amiga. Em torno de nós apenas flores e árvores de todos os tipos e com um sentimento de como se estivessemos em um mundo totalmente diferente. Olhando ao redor do cenário verde (e os muitos caminhos organizados como verdadeiras calçadas) Vila Rosa se mistura entre as flores fazendo uma boa primeira impressão .
Começamos o passeio ao redor da fazenda, que é o lar de mais de 40 tipos diferentes de frutas, enquanto Alan explicava todo o processo de como o chocolate é feito, a partir do zero! Eles são muito cuidadosos para não prejudicar o meio ambiente e é por isso que eles só cultivam as plantas de maneira orgânica. As sementes do cacau são utilizadas para o chocolate, o sumo é pressionada para fabricação de bebidas e do famoso mel de cacau e os restos do fruto são deixados para a compostagem de modo a não se perder nada, tudo se aproveita!
Maria Letícia Ribas foi uma das visitantes em nosso grupo e ela estava absolutamente espantado com o passeio. "Foi uma surpresa ver que o chocolate começa como uma semente. Também fiquei surpresa pelo seu sabor, como eu pensei que seria doce, mas na verdade era muito amargo ", diz ela.
Depois do passeio pela fazenda de cacau, todos nós entramos na Vila Rosa que foi restaurada e transformada num museu. Aqui você vai ver como era a vida de uma família que morava no local na década de 30 e terá uma visão no tempo de como era a vida de um produtor de cacau nesta região.
No final tudo foi resumido com uma deliciosa fatia de pizza no estilo Nova Iorque acompanhada do suco de cacau fresco feito na hora. Nosso dia na fazenda chegou ao fim e era hora de dirigir de volta para o mundo moderno, onde o chocolate não vem de uma árvore, mas a partir do próximo supermercado.
Se um dia não é suficiente, pode-se passar a noite e se deliciar de um jantar colonial, na Vila Rosa. Confira a página oficial da Vila Rosa para mais experiências: www.vilarosaitacare.com

 





sexta-feira, 21 de setembro de 2012

"Você sabe que é de Itacaré quando ..."



Por: Bella Papadopolou.  

 Tal como em qualquer outro lugar, viver em Itacaré molda suas rotinas diárias depois de um certo tempo. Parece que há algumas coisas que de maneira deliciosa e espontânea, contagiam aqueles que irão passar alguns dias aqui na cidade fazendo com que o processo de adaptação seja rápido e muitas vezes curioso. Perguntamos a ambos nativos e ”nativados" sobre isso e eles tinham  que completar a frase "Você sabe que é de Itacaré quando ..."  abaixo estão as respostas mais populares: 

1. Você sabe que é de Itacaré quando você vai a praia todos os dias.
Bem, com tantas belas praias cercadas de MataAtlântica, é difícil ficar em casa. A praia aqui não é um lugar para ir no fim de semana, faz parte de um inevitável estilo de vida. 

2. Você sabe que é de Itacaré quando você usa as mesmas Havaianas para praia, trabalho e festa.
Por que mudar quando elas são tão confortáveis e práticas? Desfrute de um lugar que socialmente aceita Havaianas como código de vestimenta adequada para cada ocasião. Brincar com cores e padrões, como existe uma grande variedade disponível. 

3. Você sabe que é de Itacaré quando o surf é mais importante que comer, dormir e trabalhar.
É difícil não se tornar um surfista na cidade onde há picos para todos estilos e níveis. Pegue uma prancha, dirija-se para o mar com os seus outros amigos ”ratos” de praia e se divirta pegando ondas o dia inteiro.

 4. Você sabe que é de Itacaré, quando você diz "Oi!" a Dinha na rua.
 Eu acho que não é segredo que você é "nativada" quando você dá saudações até para famosa senhora depiladora da cidade, Dinha, na rua. Você está no Brasil. Mantenha o estilo!

 5. Você sabe que é de Itacaré quando o cara que vende óculos de sol na praia para de mostrar as mercadorias dele para você.
 O primeiro sinal de ser "nativada": os vendedores perderam a fé em você de comprar algo deles e em vez disso, ignoram sua presenca completamente.

 6. Voce sabe que é de Itacaré quando você não pode andar na rua da Pituba sem ao menos três pessoas te dizerem: "tudo bem?".
 Você vai logo perceber como é fácil fazer amigos aqui e até o final de suas férias (se você não decidir ficar para sempre), você vai se tornar um "politico" em cada esquina.

 7. Você sabe que é de Itacaré quando a chuva é uma desculpa aceitável para não fazer nada.
 A Bahia é o lugar onde os dias ensolarados são uma promessa o ano inteiro. Quando o sol se esconde, nos escondemos também!
  8. Você sabe que é de Itacaré quando você não vai a praia  todos os dias – e quando vai- senta-se à sombra.
 Isto também é verdadeiro. Embora a praia faça parte crucial de sua vida itacareense, nós ficamos muito acostumados de te-las tao perto no dia a dia que, eventualmente, damos um tempo deste hábito.

 9. Você sabe que é de Itacaré quando você pode ter uma conversa inteira com base nas palavras "beleza" e "massa".
Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras. Assim são as palavras "beleza" e "massa".  Podem se adequar a qualquer contexto podendo ter vários significados.

10. Você sabe que é de Itacaré, quando você se sente como  parte da família itacareense.
Por último, mas não menos importante, o sentimento de pertencer ao amigável povo local, o que normalmente leva anos para acontecer, em Itacaré leva apenas uma caipirinha.


quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Dia Nacional da Independência em Itacaré


Por. Bella Papadopoulou.
  
As comemorações e festejos do dia da independência foram destaques nas ruas de Itacaré durante todo o dia com passeatas, protestos e fantasias.

foto: Yvonne Delos Reyes.
No dia 7 de setembro de 1822, o príncipe Dom Pedro declarou a Independência do Brasil quando disse a famosa frase "Independência ou Morte".
foto: Yvonne Delos Reyes.
Dia da Independência é um feriado comemorado em todo o país e ao mesmo tempo grandes desfiles são realizados nas cidades. Os itacarensees aproveitaram também o dia de folga para irem relaxar na praia.
Mas mesmo com toda essa descontração praieira Itacaré tem um desfile próprio, onde as crianças de todas as idades se reúnem e marcham pela cidade juntos. Assim como naquele dia em 1822, quando o príncipe Dom Pedro levantou-se para o seu país e gritou "liberdade ou morte", 7 de setembro continua sendo um dia de levar tal mensagem de luta a diante.
Este ano, o tema principal dos desfiles foi ecologia e sustentabilidade, levantando uma questão que tem sido a bola da vez no Brasil, recentemente com a convenção sustentável, tanto da ONU que está sendo realizada no Rio e em novas legislações impostas sobre a Amazônia.
foto: Yvonne Delos Reyes.
As crianças marcharam pelas ruas de Itacaré segurando pequenas árvores plantadas em garrafas de plástico recicladas e mostrando cartazes com mensagens como "cuidar da natureza e jogar seu lixo no lixo".
Yvonne Delos Reyes é voluntário na ONG "Punho Forte", onde as crianças organizaram um grande desfile para a ocasião. "Foi uma experiência verdadeiramente incrível fazer parte desta festa e todas as crianças estavam muito animadas para fazer parte do desfile", diz ela.
Em Brasília, a celebração acontece na Esplanada dos Ministérios com um desfile militar na presença do Presidente do Brasil. Cerca de 30 mil pessoas comparecem ao evento a cada ano.





quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Viajantes de peso em Itacaré!

Por: Bella Papadopoulou.

Há algo de especial sobre as baleias. Todo mundo ama e quer compatilhar um momento de aparição desta criatura mesmo que seja apenas para ver a cauda de uma. Talvez seja o seu comportamento amigável ou seu tamanho impressionante. De qualquer maneira, estar cara a cara com a baleia Jubarte de 16 metros de comprimento é algo que você nunca vai esquecer!
 Cinco anos atrás, a pesquisadora e estudante de biólogia, Nayane Rosetti e sua equipe, começou a fazer viagens de barco diáriamente para alto mar na intenção de ver a baleia Jubarte bem de perto. As baleias vêm para as águas quentes de Itacaré para reproduzir e passar um período longo - como se fosse de férias - de julho a novembro todos os anos.
Após este tempo de viagem ao longo do litoral brasileiro elas migram de volta para a Antártida, que fica a cerca de 4000 quilômetros de distância. Com uma velocidade média de 42km/dia, todo o trajeto demora cerca de 2 meses até o destino final, onde ficarão (principalmente para comer toneladas de camarão) até julho do ano seguinte.
Ninguém sabe ao certo por que as Jubartes escolhem este lugar para se reproduzirem, algumas teorias acredita-se que sejam as correntes e a temperatura da água. Mas espera um pouco, quem não gostaria de viver em Itacaré?
Presenciar essas criaturas de tão perto é uma coisa emocionante. Betinha Yonashiro participou da viagem e ficou surpresa com o que viu.
"Quando eu vi a baleia mãe brincando com seu filho recém-nascido senti vontade de chorar. Testemunhar aquele momento foi uma coisa incrível ", disse ela.
Nayane que tem encontrado as baleias quase que diariamente durante as temporadas, sente-se como se fosse a primeira vez.
"É algo muito especial e emocionante ver estas criaturas doces e amigáveis. É divertido, porque elas também são muito curiosas para ver as pessoas" diz Nayane.
Mas não é só isso que faz esta divertida viagem especial, é toda a atmosfera no barco. Uma feliz tripulação, frutas frescas servidas, canções tranqüilas junto com a água turquesa e um sol sempre brilhando é uma receita para uma ótima atividade durante o dia.
Os movimentos habituais que se podem esperar do comportamento das baleias são acenos, gestos ou movimentos com a cauda, ​​nadam perto da superfície, espreitando para fora toda a cabeça ao saltarem.
Muitos perguntam se há garantia de encontrar sempre alguma e, como Nayane diz "não é uma coisa planejada, como todos os animais elas têm as suas próprias rotinas, mas isso nunca aconteceu, em todos esses anos que saimos sempre encontramos elas" .


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Tem mulherada no surf!

Por: Bella Papadopoulou.

 Com tantas belas praias e bons picos de surf, seria impossível não querer pegar uma prancha e sair por aí. Embora o surf seja dominado por surfistas masculinos, Itacaré tem muitas meninas que estão prontas para provar o contrário! 


Surfista: Mariana Padilha. 
Onda preferida: Praia da Tiririca.
Jovem, Marianna Padilha não pode ficar fora da água por muito tempo. Está sempre participando de competições regionais durante todo o ano. Ela pegou sua primeira onda há três anos em Barra Grande e foi amor a primeira vista com tudo o que tem a ver com o surf desde então. 
"Eu me sinto ansiosa quando estou competindo! Mas todas as meninas começam a conversar e contar piadas umas com as outras apenas para quebrar esse sentimento e começar a se divertir descendo as ondas", diz Marianna. 

A australiana Cassie Bordin começou a surfar a cerca de 5 meses atrás, quando veio pela primeira vez para Itacaré e afirma que seu maior desafio é querer sempre dar o melhor de si e buscar evoluir a cada dia. 

  • Surfista: Cassie Bordin.
    Onda preferida: Praia da Engenhoca e Tiririca.
"Logo percebi que o surf está fora de seu controle, como cabe vários elementos naturais e não só as suas próprias capacidades. É sobre o que a mãe natureza lhe dá no dia", diz Cassie. 

Vindo de uma cidade perto de Byron Bay, que é também um dos mais famosos picos de surf autralianos, ela tem obtido muitas questões de por que ela esperou vir para o Brasil para poder começar a surfar. 

"É algo que eu sempre quis fazer, mas acho que nunca era o momento certo para isso. Aqui em Itacaré eu finalmente tive o tempo que o surf exige e as ondas não são tão fortes como as de casa. Também Itacaré tem uma grande seleção de praias para todos os níveis e conhecimentos", diz ela. 
Surfista: Jane Morais.
Onda preferida: Praia da Tiririca.
Morando em Itacaré há mais de 10 anos, Jane Morais é considerada uma surfista experiente local - e com 12 anos de surf em seu currículo - muito bom! O que manteve Jane motivada por tantos anos foi a sensação de estar totalmente calma em contato com o mar. 
"O mar para mim é um lugar onde eu posso me sintonizar com a natureza, relaxar e esquecer de tudo", diz ela. 
Ela agora trabalha como instrutora de surf e o que ela acha mais gratificante é ver o progresso dos estudantes e a excitação deles. 

"Todo mundo que começa a surfar tem suas próprias barreiras e medos e vendo meus alunos superarem esses medos e limites é o que é mais gratificante para mim como instrutora", diz ela. 

Embora isso esteja mudando, surf ainda é dominado por surfistas masculinos e é algo que pode fazer meninas hesitarem se devem tentar ou não. Sendo um bom exemplo para si própria, Jane explica que "surf é dedicação e prática para qualquer pessoa que está determinada a surfar pode fazer!".


Surfista: Nayane Rosetti.
Onda preferida: Praia da Tiririca. 
Katia Pitta, surfista há 6 anos, acha que o surf é uma ótima maneira de manter o corpo em boa forma e ainda ter muita diversão. Embora ela adore estar na água pegando ondas, ela ama a sensacao depois do surf, ainda mais, quando você se sente cansado e contente.

Nayane Rosetti é de São Paulo, mas deixou os picos paulistanos a fim de surfar as ondulações baianas. Surfando há quase 10 anos, os dias como aprendiz tentando levantar-se já estão quase esquecidos. No entanto, sua dica para todas as meninas iniciantes é começar com uma prancha adequada que permite você se divertir e se levantar com facilidade.

"Quando eu era uma novata a prancha perfeita para mim foi uma ”evolution” porque é muito estável e fácil de remar" ela diz.
Hoje, Nayane e todas as outras garotas continuam a desfrutar do surf em Itacaré e ter muita diversão dentro e fora da água.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

As 10 frases mais faladas em Itacaré.

Por: Bella Papadopoulou.

1. Aí Sim.

Esta é provavelmente a frase mais usada em Itacaré. Ela é usada a fim de incentivar uma boa situação e é também uma maneira para que as pessoas compartilhem emoções e sucessos. Se você pegar uma boa onda ou compartilhar uma cerveja gelada no calor do verão não há nada melhor para ouvir em seguida, que um simples, mas grande "Ai sim!"

2. Boas Ondas / Altas Ondas.

Para todos que estão em busca de boas ondas: Itacaré oferece! É também por isso que não é uma surpresa que a cidade seja parcialmente moldada e conhecida como a surf city. Enquanto caminha até a praia com sua prancha em baixo do braço, as pessoas que passam provavelmente vão dizer isso a você, juntamente com um grande sorriso.

3. Vamos Nessa Galera.

Seus dias de solidão acabaram! Itacaré é uma grande família e você está convidado a fazer parte dela. Se a língua é realmente um espelho da cultura, então, o fato de que a palavra "nós" é referido como "A Galera" já diz tudo.

4. Tá ou Tô Ligado.

Também uma coisa muito comum de dizer por aqui e é usado para dar a seus amigos um feedback que estão no mesmo assunto. Tá Ligado pode ser usado como uma pergunta e Tô Ligado pode ser usado como uma resposta: prático!

5. Ritmo Baiano.

Esta frase é perfeita e deve ser usada por todo mundo. Se alguém atormentar ou incomodar você, vire-se para ele e simplesmente diga: "Eu estou no ritmo baiano".

6. Mais Uma.

Imagine estar na praia num dia quente de verão e sua bebida fria acabou. Existe uma coisa melhor para dizer, em seguida, "Mais Uma" nessa situação? Eu acho que não!


7. E ai, Beleza?

A frase perfeita para saudação. Por que manter um regular "Olá" quando você pode perguntar a alguém se tudo está indo bem? Em Itacaré, quase sempre a resposta para isso seria "Beleza Pura".

8. Bora.

Não espere, não hesite, não pense duas vezes ... vamos embora virou Bora!


9. Show de bola.

Não é o suficiente para dizer que as coisas são boas por aqui, elas são "show de bola", uma expressão divertida de dizer que certamente expande o bom o humor criando uma boa atmosfera.

10. "Bota Fé".

Às vezes é simplesmente difícil de acreditar que as coisas são de verdade aqui. Pode parecer bom demais . Essa natureza bonita, boas ondas, boa música ou um nascer da lua emocionante às vezes só precisa que alguém lhe afirme "Bota Fé"!